Acelera o metabolismo

Esqueça a regra de não comer hidratos de carbono depois das 20: 00 h. Os amidos que contêm aumentam a secreção de serotonina. Este hormônio ajuda a dormir, o que pode aumentar o metabolismo em 20%, tal como foi publicado no American Journal of Clinical Nutrition. Ou tome os hidratos de carbono nos 30 minutos após uma sessão intensa no centro de fitness.

As batatas fornecem vitamina C e eletrólitos como o potássio, necessários para reabastecer os músculos de glicogénio. Se quiser tirar mais proveito, não lhe retire a pele, e ingerirás ainda mais nutrientes.

Queima 23% a mais de gordura picando alguma coisa

Alivie a suas papilas gustativas com fome de carboidratos com uma boa torrada com feijão estofadas, ao mais puro estilo inglês. Uma lata de feijão, misturados com tomate picado e tabasco, dá a seu corpo com mais de 30 g de “amido resistente” (AR). Este hidrato de carbono não é digerido no intestino delgado, por isso que te faz se sentir mais cheio.

Um estudo publicado no Nutrition and Metabolism demonstra que o AR te ajuda a queimar 23% a mais de gordura. Você pode comprá-lo em pó para adicioná-lo aos seus batidos, mas também é encontrada em alimentos, como bananas, e a massa.

Combate a tentação do açúcar

Não é necessário que prescindas de batatas, aposta nas assadas. Faça uma salada com elas. Ao deixar arrefecer as batatas antes de comê-las aumenta o seu teor em amido resistente e reduz o índice glicêmico. Comendo alimentos com um IG baixo combates dos decaimentos de energia, e reduzir ao mínimo a acumulação de gordura.

O mesmo se pode conseguir para cozer a massa al dente, sem ultrapassar. Para reduzir o IG da batata ainda mais, alíñala com vinagrete. Misture 4 colheres de sopa de azeite de oliva, 1 colher de sopa de vinagre balsâmico e 1 colher de sopa de mostarda de Dijon. Um grupo de pesquisadores suecos descobriram que as batatas frias temperadas com vinagre provocam picos de açúcar menos marcados, com o que evita os ataques de fome.

Acelera o metabolismo

Esqueça a regra de não comer hidratos de carbono depois das 20: 00 h. Os amidos que contêm aumentam a secreção de serotonina. Este hormônio ajuda a dormir, o que pode aumentar o metabolismo em 20%, tal como foi publicado no American Journal of Clinical Nutrition. Ou tome os hidratos de carbono nos 30 minutos após uma sessão intensa no centro de fitness.

As batatas fornecem vitamina C e eletrólitos como o potássio, necessários para reabastecer os músculos de glicogénio. Se quiser tirar mais proveito, não lhe retire a pele, e ingerirás ainda mais nutrientes.

Queima 23% a mais de gordura picando alguma coisa

Alivie a suas papilas gustativas com fome de carboidratos com uma boa torrada com feijão estofadas, ao mais puro estilo inglês. Uma lata de feijão, misturados com tomate picado e tabasco, dá a seu corpo com mais de 30 g de “amido resistente” (AR). Este hidrato de carbono não é digerido no intestino delgado, por isso que te faz se sentir mais cheio.

Um estudo publicado no Nutrition and Metabolism demonstra que o AR te ajuda a queimar 23% a mais de gordura. Você pode comprá-lo em pó para adicioná-lo aos seus batidos, mas também é encontrada em alimentos, como bananas, e a massa.

Combate a tentação do açúcar

Não é necessário que prescindas de batatas, aposta nas assadas. Faça uma salada com elas. Ao deixar arrefecer as batatas antes de comê-las aumenta o seu teor em amido resistente e reduz o índice glicêmico. Comendo alimentos com um IG baixo combates dos decaimentos de energia, e reduzir ao mínimo a acumulação de gordura.

O mesmo se pode conseguir para cozer a massa al dente, sem ultrapassar. Para reduzir o IG da batata ainda mais, alíñala com vinagrete. Misture 4 colheres de sopa de azeite de oliva, 1 colher de sopa de vinagre balsâmico e 1 colher de sopa de mostarda de Dijon. Um grupo de pesquisadores suecos descobriram que as batatas frias temperadas com vinagre provocam picos de açúcar menos marcados, com o que evita os ataques de fome.

Atrácate de arroz branco sem se sentir culpado

Em um estudo publicado no Nutrition observou-se que misturando arroz branco com feijão, o estilo jamaicano, modera o aumento do nível de insulina resultante, que, por sua vez, favorece o acúmulo de gordura. Os feijões, pintas ou negras são as que têm um maior efeito antigrasa.

E se um dia você se encontra frente a um apetitoso prato de curry concentrado ao invés do espresso masala, pede arroz basmati de grão longo para acompanhar. Tem um IG de 57, praticamente o mesmo que o do arroz que comem os atletas. O restaurante indiano!

Recorre ao pão, para reduzir as calorias

O pão branco é o malvado rei dos carboidratos de ação rápida. Alguns pães alcançam um índice glicêmico de 100. Mas sempre resta uma alternativa. O pão de linhaça e o de soja têm um índice inferior a 55, e com apenas duas fatias de pão de linhaça tens quase a metade da quantidade diária recomendada de fibra.

E muda a manteiga e tomate picado: as pessoas que ingerem gorduras monosaturadas, como as de legumes engordam menos a longo prazo. Esse bocata, com algumas pequenas alterações, tornou-se mais saboroso e mais saudável.